terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Vertedero!



Vertedero... Historia triste Mais vídeos do vertedero

1-Quem é o Vertedero?
Banda campolarguense que toca covers da banda ESKORBUTO. Formada por Sandro (vocal), Ramos (batera), Chasan (baixo) e Play (guitarra). Surgiu em meados de 2008 como uma brincadeira, apenas para nos divertir tocando algumas canções do Eskorbuto, que ao nosso ver, é uma das melhores bandas do mundo. Até então, tocávamos sem baixista e só em estúdio; começaram à aparecer propostas para tocar, acoisa começou à ficar séria (risos) porém o antigo guitarrista não estava correspondendo, não ensaiava, etc... Enfim, não queria tocar e por fim saiu da banda, até então era chamada Nuestra Basura.
Terminamos a banda e em pouco tempo convidamos Chasan e Play, a partir daí a coisa começou a andar, em memos de dois meses começamos à tocar por aí, em uns butecos e gig's, hoje somos a banda Vertedero e tamo ae...

2- donde é que vocês tiraram esse diabo deste nome?
No começo era Nuestra Basura (nosso lixo) depois de algumas mudanças tornou-se um lixo de maiores proporções e passou a chamar-se Vertedero (lixão) ha ha ha!

3- Com é cantar em Español em um país que fala (mal) português, onde as bandas só querem cantar em inglês, onde a coisa tá russa, o negócio é da china e o pão é francês?
No começo algumas pessoas estranharam, outros elogiaram pois consideraram isso uma forma de ousadia e também por acharem que o espanhol soa de uma maneira forte. Um dos grandes motivos é nosso gosto pessoal pelo rock espanhol e pelo Eskorbuto. Outro motivo é que não nos identificamos com pátria alguma e por termos uma tendência latina e pelo espanhol ter grande abrangência na américa latina, sem contar que a agressividade do rock radical basco nos impulsiona.

4- Vocês acreditam que exista vida após o Orkut?
Acreditamos que sim Hehehe! O orkut é algo superficial, infelizmente muitos jovens transferiram suas vidas e seus potenciais para dentro de uma tela de computador, assim criando mundos artificiais. utilizamos o Orkut para certas finalidades, mas o que realmente buscamos é um contato direto e profundo com as pessoas; isso se dá nos shows, nos bares, na noite em geral e no nosso dia-a-dia. (O Orkut é uma manifestação imperfeita dos instintos primitivos do homem)

5- Fora o Eskorbuto, que outras bandas influênciam o Vertedero?
RIP, Sin Dios, Anarkus, Reincidentes, La Polla, entre outros. Os integrantes da banda tem influências até fora do Punk.

6- Vocês tem pretenção de "no Future" fazer umas canções próprias?
Sim, já temos quatro letras que tocamos no violão e tal, mas parece que ainda falta encaixar alguma coisa e no momento estamos bastante empolgados tocando Eskorbuto.

7- Quando o Obama ganhou vocês choraram ou deram risada?
Sempre que um político vence damos muitas risadas hahahahahahahhihihahaha. Aposto que ele riu mais que a gente.

Fotos: Rock'nroll bar Campo Largo (24-01-09)

8
- Qual seu posicionamento sobre três coisas que o nosso saudoso Josu Exposito adorava... Futebol, drogas e "Panroc" (PunkRock)?
uma pergunta bem pessoal:
Sandro: Gosto pouco de futebol, sou alcoólatra, já bebi muito e usei muitas drogas, tive vários problemas e já faz 4 anos que as deixei, hoje as drogas que uso são: cigarro, televisão e outras drogas sociais. curto punk desde minha adolescência a mais de 15 anos. Mas gosto de bêbados e de estar entre eles, meus melhores amigos e grande parte de nosso público são bêbados.

Chasan: Não gosto de futebol, aprecio um conhaque, arrisco uma 51 e umas cervejas, prego fogo nunzinho de cannabis y me gusta mucho el Panró.

Play: assim como Expósito, adoro futebol, Les Paul (guitarra) e punk rock, já drogas não curto mas também não crucifico quem usa, devem ter algum motivo para usar, não é? Há! Já ia me esquecendo do whisky, não tem nada melhor que estar tocando com uma garrafa de whisky ao lado, talvés nem sexo... Hehe, brincadeira.

Ramos: O futebol, como esporte, é bacana, contudo é o ópio do século XXI em determinadas situações. Sobre drogas não acho nada. o punk rock é a ideologia com a qual mais me identifico.

Mas deixamos uma mensagem contra o Crack pois já perdemos alguns amigos para essa maldição.

9- Quais as três coisas que não podem faltar num gig do Vertedero? E três coisas dispensáveis em qualquer ocasião?
primeiro de tudo o próprio Vertedero, haha! Uma galera animada que agite e os camaradas que nos acompanham. As coisas dispensáveis são: Pessoas atrasa-lado, "la policia" enfim, tantas coisas fúteis que "Empiezan a corrompernos".

10- Como a galera que curte um "Panroc", entra em contato com vocês? E nos deixem um recado final...
Ainda não fizemos um e-mail pra banda, usamos o do Sandro ou pelo fone (41) 9223-0228.
Sempre acreditem no rock rebelde e independente, não se vendam à mídia burguesa e aos mercenérios da música. livre passagem aos libertários, aos indignados e aos autênticos. Arte, paz, justiça e amor. Curtam a vida porque tudo nela passa, até uva...


Vertedero com o "coisa ruim" no coro.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Made In Brazil!

O quê? Show do Made in Brazil... (Ultimo show com a Vocalista Deborah Carvalho)
Onde? Telêmaco Borba -PR
Quando? 27-12-08
Como? Eu que sou da capitar demorei um pouco pra descobrir que em cidades menores as limitações são maiores. Por esse detalhe quando lá rola um evento, neste você vai ou fica em casa; e isso torna o seu ambiente bem cosmopolita... Assim foi o show do veterano grupo, lá haviam punks, bedevas, roqueiros, chapeludo, véio, criança... Todos querendo curtir um clássico roquenrou.
A banda que faz 40 anos resiste bravamente como descrita pelo vocalista Oswaldo Vecchione... Independente, persistente e sem pagar um centavo de jabá pras bitoladoras rádio-emissoras.


Made in Brazil Texas Borba Rock City

Fato Foda: Alguns dias após Deborah tirou sua vida num triste momento de depressão...














Roubo um ultimo beijo da saudosa Deborah
Carvalho.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

domingo, 18 de janeiro de 2009

sábado, 17 de janeiro de 2009

Eu Odeio Futebol!















Eu gostaria de pegar todo a informação à respeito do "esporte" futebol e excluir da minha mente... Mas como isso ainda não é possível sigo detestando...

Nada contra o esporte em sí, mas não concordo com a bitolação envolvida, o mercantilismo, a violência e ignorância unilateral das torcidas... E não me censure por meu ponto de vista... Pois afinal de contas; "Política, Religião e Futebol não se discute"... (sem que tenha atritos)
















Orangotango muito loco na sua primeira e única aparição em um soccer game...

Palmeira-Pr - Colônia Cecília
















Em 1890 o anarquista italiano Giovanni Rossi, fundou onde é hoje a cidade de Palmeira no Paraná, a Colônia Cecília, experiência libertária que durou apenas 4 anos, mas que está cravada profundamente na histórico anarquista mundial, relatada em vários e dispersos livros... Sites... Em filmes como "O Pão Negro" e "Cecícia"(longa franco-italiano) e até mesmo em peças de teatro como "Colônia Cecília - Um pouco de ideal e polenta" de Renata Palottini.
Este relevante trecho histórico, às vezes desconhecido e outros incompreendido, chega também hoje em dia à orgulhar parte da comunidade de Palmeira, até mesmo e secretaria de cultura adotou o "a na bola" como símbolo do trajeto histórico-rural "Caminhos da Cecília" rota que recebeu a visita de pessoas do mundo afora em busca do resgate memorial da única experiência anarquista da Améria Latina.
Também a Câmara Municipal de Palmeira instituiu o Dia e Semana Comemorativa à Colônia Cecília, inclusive incluindo no Calendário Escolar do Município.

Durante a visita que fiz à Palmeira, conheci o bar "Colônia Cecília - espaço anarco", na realidade mais que isso, um verdadeiro empreendimento cultural que além de oferecer uma livraria anarquista, quadros e fotos da colônia... Abre espaço para músicos e artesãos da região.
Lá pude encher a cara de cerveja e também com o famoso vinho colonial feito por descendentes da comuna anárquica.

Para chegar à Palmeira de Ctba, vá pela BR 376 (Ponta grossa) depois vire na 277 em direção á Irati... O Bar CCEA fica na rua Santos Dumont nº400 e aferece também pousada...

A verdadeira História da Colônia cecília de Giovanni Rossi

O Anarquismo No Sul: A Experiência Da Colônia Cecília

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

A ClockWork Orange - Curiosidades




















Ataksocial.rg3.net

Curiosidades

• Stanley Kubrick propositalmente cometeu alguns erros de continuidade em Laranja Mecânica. Os pratos em cima da mesa trocam de posição e o nível de vinho nas garrafas muda em diversas tomadas, com a intenção de causar desorientação ao espectador.
• O filme foi retirado de cartaz no Reino Unido a mando de Stanley Kubrick. Irritado com as críticas recebidas, de que Laranja Mecânica seria muito violento, Kubrick declarou que o filme apenas seria exibido lá após sua morte, ocorrida em 1999.
• A linguagem utilizada por Alex, chamada de nadsat, foi inventada pelo autor Anthony Burgess, que misturou palavras em inglês, em russo e gírias.
• O livro em que Frank Alexander trabalhava quando Alex e sua gangue invadem sua casa chamava-se "A clockwork orange".
• Basil, a cobra, foi colocada nas filmagens após o diretor Stanley Kubrick descobrir que Malcolm McDowell tinha medo delas.
• No livro, o sobrenome de Alex em momento algum é revelado. Comenta-se que DeLarge seja uma referência a um momento no livro em que Alex chama a si mesmo de "Alexander the Large".
• Stanley Kubrick certa vez declarou que, se não pudesse contar com Malcolm McDowell, provavelmente não teria feito Laranja Mecânica.
• A canção "Singing in the rain", cantada por Alex durante a cena em que ele e seus colegas violentam uma mulher na frente de seu marido, só está no filme porque esta era a única música que Malcolm McDowell sabia cantar por inteiro.
• O filme foi proibido no Brasil na época do lançamento, mas liberado depois de alguns anos com a condição de que a genitália da mulher na cena de estupro, fosse encoberta por meio de manchas pretas sobrepostas à cena, o que se tornou um fato ridículo para a censura militar.
• Na cena em que Alex está em uma loja de discos, podemos ver que um dos discos que está na prateleira da loja, na fileira central, é o disco da trilha sonora do filme 2001:Uma Odisséia no Espaço, e pode-se notar o Magical Mystery Tour dos Beatles também.

domingo, 11 de janeiro de 2009

Tank Girl!


Tank Girl, criada por Alan Martin e Jamie Hewllet, é uma garota de visual maluco que mora em um tanque de guerra em um futuro apocalíptico, sendo considerada uma fora-da-lei. Suas histórias sempre foram recheadas de referências visuais e conceituais de vários estilos diferentes de arte, como colagens e metalinguagem.

Tank_girl_especial_animal_parte_01

Tank_girl_especial_animal_parte_02

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

2009 chegou!

1969 - Há 40 anos - Iggy Pop e os Stooges (1967) destruiam o que restava de conservador na música... Estavam marcando o imediato surgimento da música Punk...

1979 - Há 30 Anos - London Calling do The Clash é lançado no dia 14 de dezembro, sua sonoridade continua inegavelmente atual, Amistura de ska, reggae, rock, blues e punk fundamentou o estilo do trio Strummer/Jones/Simonon.
Sua capa, foi eleita entre as 10 melhores capas da história da música com uma foto tirada de uma cena real de ira.








Capa do Elvis (19??) e London Calling (December 14th, 1979), Paul Simonon destruindo seu baixo num show no New York Paladium.


1989 - Há 20 anos - Em Curitiba o Extrema Agonia dava seus primeiros toscos acordes, criando a trilha sonora caótica que embalava o movimento punk recentemente implantado na capital.
Extrema Agonia no MySpace














Pelas ruas de CWB os integrantes do Extrema Agonia:
Janine (vocal), Guto (batera) em 1993

O do canto sou eu...


1999 - Há 10 anos - Enquanto todo mundo dava a sua opinião furada sobre o suposto fim do mundo que viria com a virada do milênio, em meio a uma notória revolução tecnológica... O Zine Os Impregnantes na versão xerocada chegava no seu sexto ano com o nº17...