domingo, 21 de dezembro de 2008

Max / Peter Pank

Esta matéria é com o desenhista espanhol que desenhou o anti-heroi dos quadrinhos: Peter Pank, cujo opiniões a respeito do personagem se dividem muito, uns o acham muito legal, por sua levada máxima à violência caracterizada por sua demência libertina; outros o acham meio porra louca e “77”, e foi um pouco depois deste ano que ele foi criado mesmo, portanto não é de se esperar outra coisa...

Max hoje deve ter uns 40 e poucos anos de idade e começou a desenhar HQ na revista underground El Rollo Esmascarado, assinando com o seu verdadeiro nome, Francesc Capdevila. Antes do famoso e revoltado Peter Pank, criou o também famoso Gustavo, um personagem que acabou se tornando símbolo da movimentação Anarco-Freak-Ecológica que teve seu auge na espanha em 77, ele criou o personagem representando a facção mais militante daquela movimentação: “Inventei Gustavo em 77 mas só pude mostrá-lo em 79, Gustavo chegou ao fim com a história COMECOCOMETRÓN. Acabei com Gustavo, porque sua única saída honrosa era desaparecer, já que havia escapado do meu controle. Quando ví uma manifestação ecológica com a imagem de Gustavo, senti ódio e orgulho ao mesmo tempo, mas justamente por isso que Gustavo tinha que acabar. Nesta época já vivia com Carmen, era um momento de transição pessoal, de dúvidas que não quis estender à Gustavo porque este já significava demais para muita gente. Comecei a procurar por outras coisas. Em volta já não havia quase nada de interessante”.
Na época Max era um Freak desses bem cabeludos. Essa cabeleira ele perdeu pelo amor obrigatório à pátria. Alí nasceu aquele que anos depois seria o Peter Pank. “Minha cabeleira era o toten máximo, acho que foi esse o momento em que entrou o Punk em minha vida: em 79 tive que ir cumprir o serviço militar obrigatório em Madrid. Naquela época já não tinha uma outra alternativa além da de me sentir um Punk: condições extremas, respostas extremas...”
Como anarquista Max é bem simpático à causa Punk: “Então eu já havia descoberto que todo Punk que se preze deve usar um na jaqueta. Ainda hoje, com toda esta história em desencanto, ninguém acredita em nada, e talvez por isso nem mesmo eu possa ser um Punk, mas se é preciso ficar do lado de alguém estou com eles, porque é a única continuação possível do libertarismo”.
Surge o Peter Pank, que como o próprio nome já diz é uma versão Hardcore do desenho da Disney, nesta versão o Capitão Gancho e seus Piratas são uns Rockers com jaquetas pretas, topetes e costeletas; as sereias são umas ninfomaníacas com capacidade de destruir qualquer homem e os índios são substituídos por hippies que servem de saco de pancada para os garotos perdidos, bando Punk de Peter. “Peter é traiçoeiro, desleal, imoral, trapaceiro, miserável, brutal... Mas autêntico”. Diz Max, acrescentando que o “heroi” já tem bastante fãs entre as crianças (no que não tem mérito, já que a criançada hoje em dia é bem estranha mesmo). Max que é de Barcelona, mora em Mallorca atualmente, uma ilha do mediterrâneo, em companhia de sua mulher Carmen e de sua filha Aina.

Peter_Pank original

Peter_Pank_especial_animal_parte_01

Peter_Pank_especial_animal_parte_02

Peter_Pank_Apunkalipsis_Now

Um comentário:

  1. http://www.4shared.com/get/78097405/8f74c390/Peter_Pank_Apunkalipsis_Now_comic_panrok.html

    Este Link está incorrecto... Dá pra actualizar?

    Obrigado...

    ResponderExcluir

Stay Rebel, Stay Punk!