domingo, 21 de dezembro de 2008

E essa tal democracia?















Como em qualquer outro país democrata, no Brasil o torturado povo, além do “excelente” carnaval e futebol, tem seus direitos e deveres. Pensemos assim, será que a democracia existe, ou é apenas uma brincadeira de mal gosto ???


O direito ao voto... ...E à escolher livremente os seus líderes. Primeiro, se é isto aqui uma democracia porquê a obrigação deste “direito” ? Quem não vota, (pensa-se em não votar por não querer participar dessa vergonha) não tem daí o direito de sair legalmente do país nem o direito de exercer um serviço público... Outra, com a informatização das urnas novas (nos países desenvolvidos as tradicionais e mais baratas urnas de lona são usadas normalmente) perdemos o direito de votar nulo, ou de escrever protestos irrelevantes na antiga cédula eleitoral, o indignado e leigo eleitor tem que daí se contentar com o voto em branco, que dizem ir para o partido mais votado. A urna eletrônica é confiável? A oposição pode pedir a recontagem?
Como burlar... Basta digitar um número incorreto e apertar a tecla Confirma, pra anular o seu voto e mostrar que isoladamente existe alguém revoltado. Torça então para não ser sorteado a ser mesário ou algo similar no dia das eleições, porque daí você terá o direito de trabalhar de graça para o bem da nação, pois afinal de contas gastaram muito dinheiro com propaganda e linguiçadas não sobrando nada para contratar um empregado para o dia e de maneira justa dar-lhe uma refeição decente.

A obrigação do serviço militar... ...E a inexistência da opção de um serviço civil obrigatório. Desde que o homem se entende como homem racional existem guerras, e desde a invenção do estado e do território, os líderes resolvem partir pra ignorância e mandam seus súditos se matarem por eles e por motívos simbólicos que compensariam o derramamento do sangue alheio. Então você que é um jovem saudável de 17 anos deve estar com o cú na mão, pensando em se alistar pra ser além de treinado durante um ano, ganhando um singelo salário miséria, ser também humilhado e torturado, pra se tornar o que a sociedade imagina ser um homem decente. Ou então simplesmente não ir se alistar, e ser socialmente punido como quem não vota.
Como burlar... Assim como o restante do corrupto Brasil, o exército está teoricamente falido, portanto facilmente péga-se um excesso de contingente, mas pra garantir não dá nada dizer na entrevista que é um gay ou drogado, pois afinal de contas eles lá tão conservadores não querem treinar um assassino que já seja vida-torta.

O direito à uma casa própria... ...E para os camponeses (solitários em sua luta) que subtraiam seu sustento da terra que trabalham. Nem precisa-se de contestações para convencer alguém sobre a piada acima citada. Uma minoria percentual retém a maioria de terras e imóveis brasileiros, enquanto a maioria tenta se contentar com o quase nada que lhes resta ter. Qual a saída para a fuga do aluguel? Aventurar-se à pagar aqueles eternos financiamentos de casa própria que faz com que o laranja veja no final das prestações que pagou 3 ou 4 vezes o valor do imóvel; e que apenas virtualmente ele terá uma casa “própria” pois se deixar de pagar o IPTU , o governo lhe arbitrariamente toma seu prestigiado bem. Apoie as invasões, os squats, se puder invada uma casa ou prédio abandonado e faça dele um centro cultural...
Quando se fala em invasões de terra o povo inocentemente pensa que um coitado proprietário de uma chacrinha na região metropolitana está arriscando à perder seu suado patrimônio para o MST. Quando se fala em latifúndio se fala à respeito de uma quantidade de terra inimaginável monopolizada para simplesmente o dono conjugar o verbo “ter”. Será que é impossível compreender que o Brasil inteiro é uma enorme invasão? E que mesmo que não fosse; a terra veio antes do homem e portanto somos nós que pertencemos à ela e não o contrário.
Seria possível entender se por acaso a mídia (a mídia é filha da elite e é límpido o fato de que vai defendê-la, jornalistas são estúpidos e conservadores, com a boca tapada pelo dinheiro) não passa-se informações falsas para manipular e formar a opinião pública, pegando em algum deslize ou ponto fraco do MST, ou outro grupo minoritário que esteja socialmente indignado, para massacrá-lo. Obviamente vejo que simplesmente eles não são deuses, e portanto consequentemente imperfeitos, como todo ser humano que nos cerca como na alusão em atirar a primeira pedra (Os nossos governantes fazem merda, roubam descaradamente pois não são presos tirando vantagem das leis que formulam. Os nossos líderes religiosos fazem merda, como se não basta os milhares de mortos na inquisição , pregam a “paz” no sul do Líbano, nunca escutou nada sobre algum padre pederasta ou pedófilo? Os nosso empresários fazem merda, exploram e destroem o meio ambiente, e colocam a culpa do caos nos cidadãos que usam as armas por eles fabricadas. Este é o exemplo que temos do ser humano, algo vazio por natureza e que dificilmente se preenche com o pouco).
Mas é muito fácil o governo acabar com o MST , e até gostaria que o fizesse , acabe fazendo a reforma agrária, como o Japão fez em 1946, a Guatemala 4 anos depois, a Bolívia em 1952, o Chile em 1964...

Um comentário:

  1. cara!to sendo forçado por minha familia a me alistar eu falo pra minha mae se ela concorda em eu matar pala patria ja que e envangelica ela ficar calada e depois fala vai ser bom pra voce!!!!!!!

    ResponderExcluir

Stay Rebel, Stay Punk!